O governo anunciou nesta segunda-feira (30) que serão mantidas as atuais alíquotas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros, móveis e painéis de madeira. Pela programação anterior do governo, a alíquota “cheia” do IPI, que vigorava antes do início do desconto, seria retomada a partir desta terça (1º).

O imposto dos carros vai ficar entre 3% e 25%, dependendo do motor, até o fim do ano. Se voltassem à alíquota normal, como era esperado, ficaria entre 7% e 25%.

IPI de carros
Os descontos para o IPI em carros começaram em maio de 2012, também em virtude da queda nas vendas e aumento no estoque das montadoras e das lojas.

A alíquota sofreu um primeiro aumento no ano passado e um outro em janeiro deste ano, que não valeu para os carros populares (com motor 1.0). Para esses veículos, o IPI continua em 3%. Se voltasse à alíquota normal, subiria para 7%.

Para carros com motor entre 1.0 e 2.0 flex, a alíquota do IPI será mantida em 9%, a mesma desde janeiro passado. Até o fim de 2013 ela estava em 7%. Se fosse retomada de forma integral, chegaria a 11%.

Para os veículos com a mesma faixa de motorização, mas movidos apenas a gasolina, a alíquota é mantida em 10%. Caso retornasse ao patamar normal, seria de 13%.

Para carros com motor maior do que 2.0 litros, já era válida a alíquota normal (não houve desconto), de 18% para os flex e 25% para os movidos a gasolina.

O IPI para os utilitários é mantido em 3%, quando a alíquota normal seria de 4% a 8%.

Fonte: G1.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *